Bebês · Para as mamães

DICAS DE DESENHOS INFANTIS – “George, o Curioso”

Olá meus queridos!!!

Vamos de dica de filme infantil hoje!!!

Talyta está em uma fase de novas descobertas e a dica de hoje tem tudo a ver!!!

Talyta desde que descobriu os desenhos, monopolizou nossa televisão… Então, né!!! Estávamos assistindo pela milésima vez o desenho da Peppa, nada contra, mas já estava até as tampas por causa disso. Foi aí que resolvi mudar de programa. Mas pense  numa garotinha que fez um escandalo épico? Meu Deus!!! Então fui explicando que a gente ia assistir um desenho mais legal e tals… Até parece que ela estava entendendo…. Claro que não!!!  Essa menina chorando e eu desesperada escolhendo outros desenhos e ela só queria a Peppa, só sei que escolhi uns dez, mas a pesssoinha só queria a Peppa. Já estava desistindo, quando vi um macaquinho gracinha na tela e cliquei sem esperança. Aí a música introdutória começou, foi aí que a menina parou com o choro e ficou com os olhinhos brilhando e eu quase chorando de alegria!!!! KKKKKKKKKKKKK  Gente que alívio!!!! Deus do céu OBRIGADAAAAA!!!!!

Vamos falar sobre o desenho “George, o Curioso.”!!!

George é um macaquinho mais que lindinho, insaciável por descobertas, é muito inteligente e se comunica muito bem com os seres humanos.  O dono dele é “O Homem do Chapéu Amarelo”, que se chama Ted. Mas essa relação é muito mais que isso!!! George e o Homem do Chapéu Amarelo são muito mais que amigos, são perceiros leais, uma amizade muito linda e verdadeira.

george-o-curioso-2006-2

Segue o histórico desta lindeza de desenho:

Na década de 1920, o casal alemão Hans Augusto e Margret Rey passou a fazer do Brasil sua moradia. Quanto mais conheciam o país, mais a dupla se encantava com a diversidade da nossa flora e fauna, sobretudo com os macacos. E foi aqui que nasceram os primeiros esboços do viria a ser a série literária George, o Curioso, protagonizada por macaquinho travesso e simpático que até hoje encanta adultos e crianças no mundo todo. Em 2006, Carol Greenwald e Ellen Cockrill transformaram as páginas dos livros em um longa-metragem e, em seguida, em uma divertida série animada.
Fiel aos propósitos dos criadores do personagem, o desenho mantém o traço, a caracterização e o clima das obras. A cada episódio, George explora tudo que há a seu redor e, graças ao seu desejo insaciável de entender como as coisas funcionam, ele vive aventuras incríveis – levando sempre consigo os pequenos telespectadores a embarcarem em uma verdadeira jornada lúdica de conhecimento e exploração do mundo. O desenho introduz, de maneira simples e divertida, conceitos básicos de matemática, ciência e engenharia.Além de George, o desenho traz outros personagens, como o o Homem do Chapéu Amarelo (melhor amigo e mentor de George), os irmãos Betsy e Stev, o cozinheiro Chefe Pisghetti, a Professora Wiseman, entre outros. Conheça um pouco mais sobre a série nesta entrevista com Carol Greenwald, com quem conversei em outubro de 2008, época em que o desenho estreava no canal Discovery Kids.

Como George, o Curioso entrou na sua vida? Eu cresci com meus pais lendo os livros da série para mim e hoje eu os leio para meus filhos, desde que eram muito pequenos. George, o Curioso é uma obra clássica, com histórias muito ricas. Além disso, moro em Boston, Massachusetts, que é onde Margret e Hans Rey se estabeleceram quando se vieram para os EUA. Não os conheci pessoalmente, mas tive contato com os editores originais dos livros e as pessoas que trabalharam para eles. Isso, de uma certa forma, me aproximou mais deles e me fez querer conhecer um pouco mais suas obras.

Então, transformar os livros em uma série de TV sempre foi um sonho? Eu amo os livros do George e gerações de crianças também. Eles foram publicados por mais de 65 anos e achei que seria uma oportunidade maravilhosa apresentar às crianças essas histórias bem-humoradas no contexto da televisão. E, acima de tudo, eu adoro o personagem em si. Ele é muito curioso, divertido e tem muito a ensinar às crianças, fazendo com que despertem o interesse por ciência, matemática e engenharia.

A série tem já tem cerca de 60 episódios produzidos. Como tirar tudo isso de uma coleção de apenas oito livros? Os livros ajudaram a definir o mundo de George, mas depois foi preciso expandir um pouco. Para isso, pesquisamos as ilustrações originais e tentamos ler a história escondida em cada linha, imaginando o que os Rey estariam pensando. Assim, encontramos personagens nos planos de fundo, um cocker spanniel em algum lugar; um gato, em outro; o porteiro do edifício… Pegamos todos eles e lhes demos personalidades e papéis mais importantes na série animada, de modo que pudéssemos ter mais personagens para mais histórias.

Em geral, nas animações infatis, os animais falam, andam e têm atitudes de gente. Por que George é diferente? Margret Rey deixou claro em seu testamento que o personagem nunca deveria falar. Ela queria que ele permanecesse o mais parecido possível com um macaco e que não fosse se tornando cada vez mais humano. Nossa equipe acredita que essa decisão faz com que George seja único e permite que brinquemos com a comunicação não-verbal.

O desenho foi desenvolvido em animação tradicional. Em tempos de tecnologia 3D, você não acha que desenhos tradicionais chamam menos a atenção? Bem, primeiro não temos planos de fazer a série em 3D, pelo menos neste momento, porque ela funciona perfeitamente em 2D. Nosso objetivo é manter a experiência proporcionada pelos livros. Acreditamos que a animação tradicional é a melhor forma de conexão com os livros, que continuam muito populares há mais de meio século e que resistiram ao tempo e a outros estilos e modismos passageiros. Além disso, nossa audiência vem respondendo muito bem a esse tipo de animação – por mais que eles gostem de novos visuais e técnicas, eles também gostam do jeito tradicional de narrativa. Acreditamos que há muito espaço para ambos.

Exibição: NETFLIX
Indicação: a partir de 2 anos

 

20170620_210427[1]

emoticons15

Espero que tenham gostado da dica!!! Beijos e bom final de semana a todos!!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s